[Post originalmente publicado no Arcadia]

Jogo Justo

ARCADIA: Há quanto tempo começou a iniciativa Jogo Justo?

Há exatamente dois anos, em uma palestra que fiz na Microsoft para a comunidade Portal Xbox. A receptividade por parte da Microsoft foi ótima. Depois de pouquíssimo tempo, já havia várias pessoas aderindo; praticamente em 2 meses, eu tinha 75 mil pessoas me apoiando no Portal Xbox. O site oficial saiu faz pouco tempo, há cerca de 20 dias, porque achei melhor ter apoio das empresas e dos distribuidores para poder abri-lo. Nesse meio período, eu passei por 4 deputados; e por todos eles, as as recepções foram péssimas.

O que os deputados alegaram?

Essa é a parte engraçada: três pediram dinheiro! Um pediu exatamente R$ 750 mil, os outros dois quantias melhores, e o último antes do candidato que abraçou a causa nem me deu ouvidos. Ou seja, coisa bem chata mesmo. Quando chegou no quarto eu quase desisti, pensei comigo: “isso aqui não tem jeito”. Ainda bem que tem o [Luiz Carlos] Busato para mudar minha opinião nesse sentido.

Aliás, como foi feito o contato com o deputado?

Essa foi a melhor parte: jogando com um amigo meu na Xbox Live. Eu estava em um grupo discutindo justamente o que eu havia passado com o último candidato, e um dos meus amigos falou: “eu tenho um aqui que é amigo de infância da família”. Ele me passou os contatos do Busato. Acredita? Para achar o candidato, o achei jogando “Halo Wars” na Live (risos).

Você já teve contato com as duas outras fabricantes de console? Se sim, como foi a receptividade de cada uma?

A Nintendo foi a que melhor me recepcionou, e fiquei triste ao saber que há um bom tempo eles trocaram o Brasil pelo México – justamente por incentivos que receberam do governo mexicano, como redução dos impostos. Mas o bom é saber que, com o projeto dando certo, eles voltam para o Brasil. A única com quem não tive contato foi a Sony, mas já estou vendo uma reunião com eles. Na verdade preciso apenas de dados deles para poder terminar meu projeto.

E as duas empresas já se manifestaram quanto a como ajudarão diretamente a iniciativa Jogo Justo?

Sim, o apoio que eu quero deles é justamente com os dados que mostram onde o México nos superou, e eles já estão se mexendo para isso. Então eles realmente têm interesse de entrar no Brasil, porém são desestimulados com as altas cargas tributárias que temos.

Atualmente, qual a carga tributária sobre hardware e software de console no Brasil?

A carga sobre produtos importados está em 75% cascata – ou seja, imposto sobre imposto. Pense comigo: se um jogo chega a aqui a R$ 240, que é a média do lançamento, tem várias coisas embutidas – entre elas, o frete o aluguel de uma loja lícita e correta – então é impossível vender a menos do que esse preço. Imagina logo de cara você ter menos 75%, a quanto o jogo não sairia…

Clique aqui para ver a íntegra da coletiva de imprensa no site oficial do Jogo Justo.