[post originalmente publicado no Kenner Blog]

Kill Me

A imortalidade é um sonho, e em muitas vezes é apresentada em filmes, livros e mais de uma forma bastante solitária – principalmente no caso de apenas alguns personagens da trama serem, de fato, imortais. É aquilo: amizades, amores, conhecidos, todos estes passam pela vida do imortal e acabam morrendo. Não deve ser fácil… E se levarmos em conta o caso de Invincible Man, o herói de Kill Me, é bem esta a situação!

Como seu nome sugere, o sujeito é invencível – se ele morre, ele é rapidamente substituído por outro dele mesmo, ficando preso neste ciclo. Mas aí vem o jogador ajudá-lo em sua missão para obter um misterioso composto químico que o dará o descanso desejado… e parte dos enigmas do jogo – como caminhar sobre espinhos, fazer peso em botões que abrem portas e tudo mais – requer que o jogador detone o personagem e use seu corpo para isto.

por Pedro Giglio
– ainda assim, a vida é bela